Em entrevista à Fox News, Trump reitera ‘respeito’ a Pútin

6 de fevereiro de 2017 Pável Rítsar, Gazeta Russa
Segundo presidente dos EUA, “é melhor se dar bem com a Rússia do que não”. Apesar de elogios de Trump ao governo Pútin, Kremlin cobra pedido de desculpas de canal americano após russo ser chamado de ‘assassino’ por apresentador.
Trump e a primeira-dama dos EUA, Melania, durante evento pré-posse em Washington Foto:Reuters

Em entrevista ao canal de televisão Fox News, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse ter “respeito” por seu homólogo russo, Vladímir Pútin, embora “não faça ideia” se iria se dar bem com o chefe de Estado da Rússia.

“Eu o respeito”, disse Trump, quando questionado sobre sua impressão sobre o líder russo. “Eu respeito um monte de gente, mas isso não significa que eu vou me dar bem com ele. Ele é um líder em seu país”, acrescentou o presidente americano.

“Digo que é melhor se dar com a Rússia do que não”, continuou o líder dos EUA. “E se a Rússia nos ajudar na luta contra o EI e contra o terrorismo islâmico no mundo inteiro, é uma coisa boa. (...) Se eu vou me dar bem com ele? Não faço ideia.”

Trump também foi enfático ao falar sobre as acusações ocidentais que pesam sobre a Rússia e seu governo. “O que acha? Que nosso país é tão inocente?”, disse, ao ser confrontado pelo jornalista Bill O'Reilly, que se referiu a Pútin como “assassino” sem especificar os supostos crimes do líder russo.

O atual presidente dos EUA, que tomou posse no último dia 20 de janeiro, manteve uma conversa telefônica com Pútin em 28 de janeiro. Segundo o Kremlin, a conversa foi realizada em uma atmosfera positiva e de negócios.

Kremlin reage

Nesta segunda-feira (6), o governo russo pressionou o canal Fox News a fazer um pedido formal de desculpas públicas pelos comentários de O'Reilly sobre Pútin.

“Consideramos essas palavras da Fox TV inaceitáveis e insultantes. E, sinceramente, preferiríamos receber um pedido de desculpas de um canal de TV tão respeitado”, disse o porta-voz da presidência russa, Dmítri Peskov, em uma coletiva de imprensa.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook