Quatro oportunidades de emprego para Maradona na Rússia

6 de julho de 2017 Aleksêi Timofeitchev
Como seria a vida do famoso jogador argentino no país?
Diego Maradona
Maradona tem interesse em se tornar o treinador da seleção russa. Foto:DPA/Global Look Press

O lendário ex-jogador de futebol Diego Maradona, que viajou à Rússia para assistir à final da Copa das Confederações, está considerando se candidatar para obter a cidadania russa, segundo informou a imprensa do país. Maradona tem interesse em se tornar o treinador da seleção russa, porém, caso obtenha a cidadania, ele poderia encontrar pelo menos três outros tipos de emprego no país.

1. Treinador da seleção russa

Maradona declarou à imprensa russa que a verdadeira razão para a sua visita é se candidatar para a vaga de treinador da seleção do país. Segundo ele, a equipe não sabe como atacar e não tem confiança, o que ele poderia corrigir.

Maradona já trabalhou como treinador da seleção argentina entre 2008 e 2010. Durante esse período, a Argentina chegou às quartas de final da Copa do Mundo de 2010, embora Maradona tenha considerado o feito uma derrota esmagadora.

Apesar das críticas do argentino, o atual treinador da seleção russa, Stanislav Tchertchessov, parece estar suficientemente motivado para continuar a liderar o time, apesar da circulação de histórias sobre diversos conflitos com jogadores.

2. Primeiro estrangeiro no governo

Devido à sua experiência como jogador e treinador, Maradona poderia tentar conseguir um emprego superior. O argentino poderia ser nomeado chefe da Federação Russa de Futebol (RFS, na sigla em russo), ou mesmo ministro do Esporte. Se isso acontecer, Maradona poderia se tornar o primeiro estrangeiro a ocupar uma posição no governo russo.

Obviamente, isso seria um cargo político, e os pontos de vista políticos de Maradona e sua atitude em relação ao presidente da Rússia, Vladimir Pútin, poderiam ajudá-lo a obter esse emprego. O argentino manifestou apoio à política do líder russo e durante a sua recente viagem à Rússia chamou Pútin de "fenômeno da primeira divisão" dos líderes mundiais.

3. Jogador da seleção nacional

Se os melhores empregos não estiverem disponíveis para Maradona, a equipe de futebol russa sempre poderia se beneficiar da sua experiência. Mesmo aos 56 anos de idade, Maradona joga melhor do que alguns membros da seleção da Rússia, que se tornou objeto de constantes críticas após uma série de derrotas humilhantes nos últimos anos. Na Copa das Confederações, por exemplo, a Rússia perdeu para o México na fase de grupos.

4. Comentarista de TV

Na Rússia, Maradona também poderia usar seu talento como comentarista de futebol na televisão. O jogador argentino trabalhou como comentarista de televisão em canais da América Latina durante a Copa do Mundo de 1998, de 2002 e de 2006. Na Rússia, há uma falta de comentaristas de futebol carismáticos. Com seu conhecimento, energia e declarações polêmicas, Maradona poderia preencher essa lacuna.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook
+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook