Russa é a primeira cadeirante a acompanhar um jogador na história da Fifa

22 de junho de 2017 Ígor Rôzin, Gazeta Russa
Crianças com necessidades especiais vão entrar em campo em partidas nas 4 sedes da Copa das Confederações. Na partida de quarta-feira (21), a mascote deu sorte a Cristiano Ronaldo, que marcou o gol da vitória contra a Rússia.

A entrada dos mascotes em campo com os jogadores já é uma tradição nos torneios da Fifa. Foto: ReutersA entrada dos mascotes em campo com os jogadores já é uma tradição nos torneios da Fifa. Foto: Reuters

O craque mundial Cristiano Ronaldo foi acompanhado por uma mascote especial na entrada em campo na partida contra a Rússia, pela Copa das Confederações 2017: Polina Khaeredínova, de 10 anos, que é cadeirante. Foi a primeira vez em que uma criança com necessidades especiais acompanhou um jogador em partida oficial da Fifa.

Essa participação histórica foi garantida pelo McDonald’s, que é patrocinador da Copa das Confederações, para mostrar a necessidade de incluir todas as crianças, sem exceções, nas competições internacionais.

Foto: ReutersFoto: Reuters

A ação também será repetida em outras partidas da Copa das Confederações: os capitães serão acompanhados por crianças com necessidades especiais em Moscou, São Petersburgo, Kazan e Sôtchi.  

A entrada dos mascotes em campo com os jogadores já é uma tradição nos torneios da Fifa. Na Copa das Confederações deste ano serão 350 crianças entre 6 e 10 anos. A maior parte vem de orfanatos, casas de abrigo e de famílias de baixa renda. As outras foram escolhidas em um concurso cultural, que teve entre os jurados o técnico da seleção russa, Stanislav Tchertchesov, além dos ex-jogadores Aleksêi Smértin, Serguêi Semak and Dmítri Sennikov.

E falando em futebol, parece que a entrada de Polina em campo deu sorte para Cristiano Ronaldo: foi dele o gol que deu a vitória a Portugal contra a Rússia, em partida válida pela segunda rodada do grupo A, por 1 a 0. Os atuais campeões europeus praticamente garantiram a classificação para a semifinal, enquanto os anfitriões dependem de uma vitória contra o México, pela última rodada. O jogo aconteceu no Estádio Spartak, em Moscou, com capacidade para 42,700 pessoas e que foi construído para a Copa do Mundo.

A Copa das Confederações é considerada um ensaio para a Copa do Mundo, e este ano acontece entre 17 de junho e 2 de julho em 4 estádios russos: o Estádio Spartak, em Moscou, o Estádio São Petersburgo, o Estádio Fisht, em Sôtchi, e a Arena Kazan.

Na disputa estarão a Rússia, anfitriã da Copa do Mundo, a Alemanha, atual campeã mundial, o Chile, campeão da Copa América 2015, a Austrália, campeã da Copa da Ásia 2015, o México, campeão da Copa de Ouro 2016, Portugal, campeão da Euro 2016, a Nova Zelândia, campeã da Oceania e Camarões, campeões da Copa Africana de Nações. O torneio é disputado desde 1992 a equipe com o maior número de títulos, o Brasil, não estará em campo este ano.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook