Vendas de Lada na Europa crescem 63% no primeiro trimestre

24 de abril de 2017 Kira Kalínina
Aumento foi impulsionado por lançamento de novo modelo da marca russa, Vesta.
Modelo Vesta, que foi lançado no início do ano na Alemanha, desponta como carro-chefe da empresa no exterior Foto:Reuters

De acordo com estimativas da Associação de Construtores Europeus de Automóveis (ACEA), um total de 1.142 carros do novo modelo Lada foram vendidos a países da União Europeia entre janeiro e março deste ano. Esse número representa um aumento de 63,1% nas vendas ao bloco em relação ao mesmo período de 2016.

As vendas de Lada na UE, quando comparadas com as estatísticas do Grupo Reanult no primeiro trimestre, também indicam um aumento maior do que o das outras marcas – entre os modelos da Renault, o aumento foi de 11,4%, e os da Dacia, de 9,9%.

Os números apresentados pela ACEA demonstram ainda que as vendas de carros russos apresentaram um crescimento estável nos primeiros três meses de 2017. No entanto, apesar do incremento, a Lada ainda ocupa menos de 1% do mercado europeu.

“O elevado aumento nas vendas de Lada é explicado, em muitos aspectos, pela quantidade limitada de vendas no último período de comparação, em que os volumes haviam sido muito pequenos”, explicou Azat Timerkhanov, analista da agência russa Avtostat, à Gazeta Russa. Além disso, os indicadores podem ter sido influenciados pelo lançamento este ano do modelo principal da marca, o novo Lada Vesta, em países europeus como Alemanha, Hungria e Bulgária, aponta Timerkhanov.

Entre outros modelos da Lada vendidos no mercado europeu estão também o Granta, o Kalina e o 4x4.

Exportação como meta

Devido à queda significativa das vendas no mercado interno ao longo dos últimos dois anos, os produtores nacionais têm reorientado suas estratégias para exportação.

O presidente da AvtoVaz (empresa à qual pertence a marca Lada), Nikolaj Mor, declarou, em entrevista ao jornal “Rossiyskaya Gazeta” no final de 2016, que a companhia pretende aumentar suas exportações em 50% ao longo deste ano.

A meta, segundo Mor, é vender até 60 mil carros no exterior em 2017.

Os modelos Lada são produzidos na fábrica de automóveis AvtoVaz em Toliatti, no sul da Rússia. A planta é gerida pela aliança nipo-francesa Renault-Nissan (que detém 67% das ações de joint venture) em parceria com a empresa estatal russo Rostech (cujo participação é de 33%). Cabe lembrar que na fábrica em Toljatti são produzidos não apenas os modelos da marca Lada, mas também da Nissan, Renault e Datsun.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook