“Rússia está mais preparada para Copa do que o Brasil”, diz Giuliano

31 de julho de 2017 Maria Azálina
Meia da seleção em 2010, ex-Paraná e ex-Grêmio, jogador veste hoje camisa do russo Zenit.
Giuliano Victor de Paula
Giuliano: “Por enquanto, só vi hotéis e estádios nas outras cidades da Rússia, mas são muitos novos, algo que anima!” Foto:IMAGO / Legion-Media

O jogador brasileiro Giuliano, meia que foi eleito como melhor jogador da Copa Libertadores em 2010 e hoje veste a camisa do clube russo Zenit, disse, em entrevista ao site da Fifa que a Rússia está mais preparada para a Copa em 2018 do que o Brasil esteve em 2014.

“Acho que a Rússia realizará uma Copa de alta qualidade. Pelo menos, o país está mais preparado para o campeonato do que o Brasil estava em 2014. Claro, é preciso trabalhar na infraestrutura, mas tudo estará certo”, disse.

“O estádio em São Petersburgo é ótimo. Quando jogamos pela primeira vez nele, havia problemas com o gramado, mas ele foi trocado e já avaliamos que agora ele está bem melhor. A atmosfera no último jogo foi incrível, muitos fãs, um ótimo apoio, bem alto. Estou satisfeito que estamos jogando lá”, completa.

Atuando desde 2016 no Zenit de São Petersburgo, Giuliano já se acostumou com a cidade.

“Não fico deprimido com o tempo, me acostumei. O tempo muda muito, quase não vemos o sol, mas tudo bem”, disse.

“Estou apaixonado por ‘Piter’. Aqui há lugares ótimos para passear, parques, restaurantes, museus... O Hermitage, me parece, é um dos maiores museus do mundo, certo? Ainda não consegui percorrê-lo inteiro, claro. Mas falo dele para todos e recomendo a visita. É difícil para mim falar sobre outras cidades da Rússia, até agora, só vi, basicamente, hotéis e estádios. Aliás, não são poucos os novos estádios, é algo que me anima!”

O meia também já se diz habituado a falar a língua. “Não tenho problemas com o russo. Não sei bem a gramática, mas me comunico facilmente com as pessoas nos restaurantes, ou com os funcionários do time. Também procuro melhorar meu russo. Por exemplo, falo todos os dias em russo com o cozinheiro local”.

Leia outras matérias da Gazeta Russa:

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook