Cinco mitos da cultura popular russa

22 de novembro de 2015 Aleksandr Aleksêiev
Grupos folclóricos interpretam desde cantos tradicionais a hits pop.
Membros da companhia de Moiseiev durante apresentação no Teatro Bolshoi, em Moscou Foto:Ria Nôvosti/Vladímir Viatkin

Conjunto Acadêmico de Canto e Dança do Exército Russo A. V. Aleksandrov

Assim como o Teatro Bolshoi, o museu Hermitage e o Kremlin de Moscou, este conjunto militar – o mais conhecido do mundo – já se tornou uma marca registrada do país. É composto por120 pessoas, entre coro, orquestra, bailarinos e cantores.

Fonte: E.A.V

Conjunto Acadêmico de Canto e Dança do Ministério do Interior russo

Atento às paradas de sucesso mundial, este grupo já lançou remixes de músicas como “Sex Bomb”, de Tom Jones, e o blues “16 tons”, de Paul Robeson. Em 2013, o conjunto fez uma versão do hit “Get Lucky”, do Daft Punk, pela qual obteve mais de 6 milhões de visualizações no YouTube.

Fonte: RIA Nôvosti

Conjunto de Dança Popular Igor Moiseiev

Bailarino, professor e coreógrafo, Moiseiev fundou o primeiro conjunto de dança profissional na URSS em 1937. Viveu 101 anos e continuou a dirigir seu grupo até os últimos dias de vida. No repertório do grupo há danças russas, ucranianas, bielorrussas, moldavas e lituanas, entre outras.


Fonte: Folk Rus

Conjunto Acadêmico Nacional de Dança da Sibéria Mikhail Godenko

O conjunto foi fundado nos anos 1960 pelo coreógrafo soviético Mikhail Godenko e já visitou mais de 70 países. Seu estilo combina antigas danças de roda com coreografias contemporâneas e acrobacias.


Fonte: rasl rasl

Conjunto de dança popular “Beriozka”

Fundado em 1948, o conjunto era, no início, exclusivamente feminino. Ainda que haja homens atualmente, as personagens principais e as artistas continuam a ser moças belas e graciosas.


Fonte: Aleksandr Bogdanov

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook