Russo inaugura agência para modelos com mais de 60 anos

25 de março de 2016 Iúlia Chimf
Sucesso de blog fotográfico Oldushka deu origem a empreendimento.
Viktor
Víktor, 73, é um dos modelos da Oldushka Foto:Press Photo

O projeto Oldushka iniciou-se em 2011, quando o fotógrafo Ígor Gavar, 29, começou a fotografar vovós e vovôs nas ruas de Omsk, cidade 2.700 km a leste de Moscou. De lá, partiu para os modelos sêniores da capital e de São Petersburgo.

Agora, o sucesso do blog de fotografias transformou-se em a ideia em uma agência de modelos idosos. Nos últimos dois anos, pessoas entre os 60 e os 78 anos apareceram em páginas de moda de publicações russa e estrelaram campanhas de publicidade da casa de moda russa Cyrille Gassiline pelas mãos da Oldushka.  

"Minha família e formação tiveram um papel importante nessa história. Ambas minhas avós sempre tiveram boa aparência ", conta Gavar à Gazeta Russa.

Formado em design de interiores, Gavar sempre se interessou também por moda. A agência conta com sete modelos no momento, todos "caçados" pelo próprio Gavar.

Olga 70 years old model. Foto: Press PhotoOlga, 70, é modelo da agência Oldushka. Foto: Press Photo

Aos 63 anos, a engenheira aposentada Liudmila Brajkina, de Moscou, é uma delas. Sempre de jeans e frequentadora assídua de uma academia de ginástica da capital, ela já se acostumou com a rotina de modelo.

"Nunca gostei de estar no centro das atenções, tinha complexos. Mas achei interessante trabalhar com profissionais da área", diz.

 Já Nina Torchina, 72, entrou no projeto por curiosidade. "Não é tão comum aparecerem coisas tão interessantes. A vida é bastante monótona. Mas assim fica mais agradável: com alguém cuidando de você, te vestindo", diz.

Na moda

O uso de modelos idosos não é novidade no mundo desenvolvido, mas na Rússia só começa a tomar forma agora. Na década de 2010, as imagens de mulheres entre os 70 e 80 anos de idade em campanhas publicitárias foram usadas pela Lanvin, Celine, Delvaux e MAC.

Boris 77 years old model. Foto: Press PhotoBoris, 77, é um dos sete modelos da agência de Gavar. Foto: Press Photo

Já na última Semana de Moda de Paris, o japonês Iun Takahashi apresentou a coleção Undercover Outono-Inverno 2017 com mulheres mais maduras.

As modelos da Oldushka, porém, ainda não foram convidadas para a Semana de Moda de Moscou.

"Isso mostra a falta de visão dos organizadores. Se uma mulher na faixa dos 60 ou 70 anos aparecesse em meio às modelos de 20 anos, o efeito seria maravilhoso!", diz o colunista da revista Allure, Aleksêi Beliakov.

"A ideia da agência é boa. Eu a caracterizaria como um bom projeto social. Mas é preciso considerar uma tendência mundial onde as pessoas mais velhas se tornam objeto de cuidados especiais. Nas revistas ocidentais, as mulheres mais velhas são agora o público mais demandado. São negócios", explica.

Negócios ou altruísmo?

Em 2010, o blog Oldushka recebeu um investimento de 5.000 euros da United Colors of Benetton como projeto social chamando a atenção para os problemas das gerações mais velhas da Rússia.

Ludmila 62 years old model. Foto: Press PhotoEngenheira aposentada, Liudmila, 62, gosta de vestir jeans e frequenta academia na capital. Foto: Press Photo

Como planejado, a bolsa será destinada à criação de editorias com as histórias dos protagonistas do projeto.

Para o criador da agência, ela não representa apenas a possibilidade de negócios. "O assunto da velhice alarma a todos. Dizem que as crianças são nosso futuro. Não é assim: as crianças nascem, os pais envelhecem. Por isso, o futuro não são as crianças, mas os velhos", diz.

Gavar considera a própria criação da agência como um êxito. "Eu não pensava que as pessoas reagiriam com seriedade ao projeto. Uma de nossas modelos, a Olga, de 70 anos, é agora a cara da coleção da marca russa Cyrille Gassiline!", comemora.

O trabalho como modelos não é porém, a fonte principal de renda das modelos, segundo ele. "É, no máximo, um freelance e uma possibilidade de se testar de novos modelos. Muitas sessões de fotos trazem um efeito terapêutico, aumentam a autoconfiança", diz.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook