Series Titian K-431 Echo-II submarine ZIL Vladimir Sorokin Karelian Isthmus
Neste dia: Aeroporto Internacional Sheremetyevo era inaugurado Por que a URSS não enviou cosmonautas à Lua?

De ‘Betty, a Feia’ a ‘House’, conheça a versão russa de enlatados famosos

Sete seriados russos que foram inspirados (ou copiados) em produtos ocidentais.
De Aleksandra Guzeva

1. Minha boa babá (The Nanny)

Ela terminou com o namorado, e ele a demitiu do trabalho. Enquanto tentava vender cosméticos de porta em porta, recebeu a oferta de emprego como babá na casa de um produtor musical bem-sucedido. Esse enredo te lembra algo? Claro, esta é a versão russa de ‘The Nanny’, a famosa comédia americana transmitida de 1993 a 1999.

Na Rússia, a babá judia é, porém, uma jovem ucraniana com sotaque forte e roupas extravagantes. Muito popular na Rússia, a adaptação foi exibida entre 2004 e 2006, cinco anos depois de a ‘The Nanny’ original terminar, e trouxe fama para a protagonista, interpretada por Anastassia Zavorotniuk. As primeiras 6 temporadas foram adaptadas; já a 7ª, de 2008, foi escrita especialmente para a versão russa.

2. Felizes Juntos (Um amor de família)

 

Guena Bukin, um vendedor de calçados de Iekaterinburgo, assista e futebol e bebe cerveja o dia todo. Tem uma esposa folgada, uma filha sensual, porém, burra, e um filho adolescente sempre ouriçado. As conversas entre eles giram em torno da falta de dinheiro, comida e sexo – e todos os personagens são absolutamente iguais ao do original americano, incluindo as roupas e o apartamento (o que é estranho, porque uma família russa em dificuldade certamente não teria um apartamento de 2 andares).

As três primeiras temporadas foram exatamente idênticas às da série americana, e apenas os nomes de celebridades e as partidas de futebol foram alteradas. Dali em diante, todos os episódios passaram a ser redigidos por roteiristas russos.

3. Não nasceu bonita (Betty, a feia)

A novela colombiana ‘Betty, a feia’ foi um grande sucesso internacional e acabou sendo adaptada em quase 30 países, inclusive na Rússia. O nome em russo, por sinal, remete a um aforismo nacional: “Não nasceu bonito, mas nasceu feliz”.

Na versão russa, o nome da protagonista é Katia, mas o resto da história é igual: trata-se de uma garota inteligente, mas pouco atraente, que trabalha como secretária e se apaixona pelo chefe; este, porém, tenta usá-la em busca de seus interesses comerciais.

4. Doutor Tirsa (House)

“Todo mundo mente”, mas não os criadores de Doutor Tirsa ao admitirem que usaram apenas a ideia central de House para criar seu próprio seriado.

A versão russa de House apresenta um cirurgião brilhante em uma clínica esportiva de elite. Ele é ateu, cínico e dificilmente acredita no que as pessoas dizem. Cada episódio é dedicado a uma questão complexa envolvendo trauma e lesões esportivas.

O Dr. Tirsa fuma, bebe álcool e não mantém um bom relacionamento com a mulher, que lidera o departamento de anatomia patológica. Existem diferenças na trama, nos personagens e na personalidade do protagonista, mas as semelhanças são óbvias.

5. Os Voronins (Raymond e Companhia, ou Everybody Loves Raymond)

As primeiras dez temporadas da comédia americana ‘Everybody Loves Raymond’ foram adaptadas na série russa ‘Os Voronins’, que invoca um sobrenome russo bastante comum. Kostia Voronin, homem de meia idade, trabalha como jornalista esportivo e vive com a mulher e filhos – uma espécie de ‘família tradicional russa’. No entanto, o perigo mora ao lado: a mãe, o pai e o irmão de Kostia vivem no mesmo andar do prédio e o visitam com frequência. A mãe de Kostia vive tentando ensinar sua mulher cozinhar e limpar a casa, o que deixa a jovem furiosa.

Mas, apesar de todos os escândalos e brigas, há muito amor entre os membros dessa família. Desde a 11ª temporada, a versão russa se baseia em roteiros originais.

6. Prison Break

Essa série adaptada foi exibida no Canal Um, o principal canal da TV russa.

A trama se concentra em um jovem, chamado Aleksêi, que rouba um banco e acaba na prisão, onde seu irmão mais velho, Kirill, está no corredor da morte pelo assassinato do ministro das Finanças. Aleksêi possui um mapa da prisão tatuado em seu corpo e quer ajudar o irmão a escapar a todo custo.

Embora a pena de morte não seja permitida na Rússia, o assassinato de autoridades de grande escalão abriria um precedente para proferir tal sentença, segundo o roteiro.

A versão russa tem duas temporadas e cerca de 40 episódios.

7. Prisioneiros de Guerra (Homeland)

Os produtores russos compraram os direitos para a adaptação da série israelense ‘Prisioneiros de Guerra’, que deu origem à norte-americana ‘Homeland’.

Em uma operação militar no Cáucaso do Norte, um oficial russo é capturado e só acaba sendo resgatado anos depois. Ao voltar para casa, porém, apresenta problemas psicológicos e familiares, e parece guardar um segredo mais profundo.

Por enquanto, a versão russa tem apenas uma temporada com 12 episódios. Os produtores convidaram o famoso cineasta russo, Pável Lunguin, para dirigir a série, e o conhecido ator russo Vladímir Machkov incorpora o personagem principal.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

11 de agosto de 2017

leia mais

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook