Pútin presta condolências a Merkel por tragédia em Berlim

20 de dezembro de 2016 Ígor Rôzin, Gazeta Russa
Doze pessoas morreram e cerca de 50 ficaram feridas durante incidente em mercado natalino na noite desta segunda-feira (19). Segundo a chanceler alemã Angela Merkel, deve-se “presumir” que ataque foi “ato de terrorismo".
Homem que dirigia caminhão foi detido pela polícia Foto:Reuters

O presidente russo Vladímir Pútin expressou condolências à chanceler alemã Angela Merkel e ao presidente Joachim Gauk pela tragédia ocorrida em um mercado de Natal em Berlim, informou nesta terça-feira (20) a assessoria de imprensa do Kremlin.

“O crime cometido contra civis é chocantemente cruel e cínico”, declarou Pútin, ao dar os pêsames às famílias das vítimas.

Doze pessoas morreram e cerca de 50 ficaram feridas na noite de segunda-feira (19), quando um caminhão invadiu um mercado de Natal em um zona turística de Berlim.

Embora Merkel não tenha confirmado se tratar de um atentado terrorista (segundo a chanceler, “da forma que as coisas estão agora, pode-se presumir que foi um ataque terrorista), essa hipótese foi reforçada pelo porta-voz do Kremlin, Dmítri Peskov.

“Parece muito com um ato de terrorismo”, disse Peskov  nesta terça.

O governo alemão prometeu esclarecer os detalhes do incidente o mais breve possível e garantiu que os agressores serão punidos.

Com a agência de notícias Tass

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook