Pútin é símbolo da luta por um mundo multipolar, afirma Maduro

30 de novembro de 2016 Ígor Rôzin, Gazeta Russa
Elogio de presidente venezuelano foi feito durante reunião com parlamentares russos em Cuba. “As vitórias de Pútin são nossas vitórias”, completou.
Último encontro entre Maduro e Pútin aconteceu em 2015, em Pequim Foto:Kremlin.ru

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, referiu-se a seu homólogo russo, Vladímir Pútin, como um emblema da luta por um mundo multipolar. O elogio foi feito ao presidente da Duma (câmara dos deputados da Rússia), Viatcheslav Volodin, à margem das cerimônias solenes em Havana por ocasião da morte de Fidel Castro.

“As vitórias de Pútin são nossas vitórias”, disse Maduro. “Estamos todos de olho em Pútin. Para nós, ele é símbolo da luta pela independência e pelo mundo multipolar”, acrescentou o venezuelano.

Volodin, que está representando a Rússia nas cerimônias em Cuba, está acompanhado do vice-chanceler russo Serguêi Riabkov, do primeiro vice-presidente da Duma, Ivan Melnikov e do presidente da comissão de política externa da Câmara, Leonid Slutski.

No início de terça-feira (29), a delegação russa depositou flores no Memorial José Martí, um monumento em Havana dedicado ao herói nacional cubano e que se tornou o principal ponto de homenagens a Fidel.

A viagem de Volodin inclui uma reunião com o presidente da Assembleia Nacional de Cuba, Esteban Lazo Hernández, e um pronunciamento em uma sessão solene.

O porta-voz do Kremlin, Dmítri Peskov, confirmou na segunda-feira (28) que Pútin não participaria da cerimônia de despedida de Fidel Castro. “Vladímir Pútin tem uma agenda bastante apertada”, disse Peskov, antes de acrescentar que o presidente “está preparando a mensagem à Assembleia Nacional [russa]”.

Com a agência de notícias Tass

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook