Brasil é candidato mais adequado ao Conselho da ONU, diz senador russo

7 de outubro de 2016 Ígor Rôzin, Gazeta Russa
Kosatchov criticou violações à Carta do órgão e frisou necessidade de reformas.
Reunião sobre Síria com representantes de países do conselho Foto:ONU/Manuel Elias

Embora esteja disposta a discutir todas as opções para a reforma do Conselho de Segurança da ONU, a Rússia incentiva a realizar mudanças no conselho por consenso internacional, declarou o chefe da Comissão para Assuntos Internacionais do Conselho da Federação (Senado russo), Konstantin Kosatchov.

Em uma reunião com os jovens representantes de círculos políticos, públicos e meios de comunicação de países da América Latina e Espanha, na quinta-feira (6), Kosatchov ressaltou a existência de “várias escolas de pensamento”, além de inúmeras sugestões sobre “como remodelar o Conselho de Segurança”.

“A Rússia está aberta a discussão e não exclui qualquer uma dessas ideias e escolas de pensamento”, disse o senador, salientando, porém, que a questão deve ser abordada de forma cautelosa.

“A atual estrutura do Conselho de Segurança da ONU não deve ser demolida, se não tivermos certeza de que a nova estrutura será melhor.”

Ainda segundo Kosatchov, a Rússia coopera ativamente com todos os defensores da reforma do órgão. Em sua opinião, o Brasil seria o candidato mais adequado e digno a ser incluído no Conselho de Segurança da ONU renovado “quando a comunidade mundial chega a um consenso sobre isso”, continuou o senador.

Antes de concluir, Kosatchov criticou as diversas violações à Carta da ONU, incluindo as “as atividades específicas dos Estados Unidos na Síria”, às quais, segundo o russo, as Nações Unidas teriam sido incapazes de se opor.

Com a agência de notícias TASS

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook