Russian tattoo artist The spacewalk
Um olhar feminino sobre a União Soviética Fotógrafo registra Moscou sob nuvens

Iúri, o hobbit russo

A história de um moscovita que deixou a grande cidade para viver isolado em uma cabana na floresta – mas sem abdicar da internet.
De Anastassia Karagôdina, Gazeta Russa
Desça a página para ver mais

Pável Volkov

Antes de se mudar para um bosque perto estrada de Iaroslavl (a 100 km de Moscou), há cinco anos, Iúri morava na capital e trabalhava como advogado. Hoje em dia, o ex-urbanoide, que recebeu na internet o apelido de “o Hobbit russo”, vive, no verão, em uma tenda feita por ele mesmo, e, no inverno, em uma cabana como uma toca de coelho, ou um daqueles buracos onde os hobbits vivem.

Pável Volkov

A mudança para a floresta se deu, segundo Iúri, devido ao cansaço dos problemas comuns às grandes cidades. “Quando se vive na cidade, é preciso pensar constantemente sobre o amanhã. Não se pode cometer um único erro, porque pode ser irreparável. Aqui nada disso faz sentido”, explica Iúri ao canal AJ +. A escolha de uma morada próxima à estrada também não foi por acaso. “Agora não serei eu que passo ao longo das coisas, mas todo o resto que passa por mim. Eu ficarei sentado, o mundo inteiro já pode se mover”, disse o eremita, citado por jornalistas e blogueiro. A proximidade com a estrada também facilita para Iúri dedicar-se ao BookCrossing e ao CouchSurfing.

Pável Volkov

Para cozinhar e fazer suas necessidades diárias, Iúri transporta água de um riacho que há perto de sua cabana. No inverno, é preciso quebrar o gelo com um machado.

Pável Volkov

O eremita prepara sua comida em uma cozinha feita por ele mesmo. Mas, para poder enxergar ali, ele precisa usar duas lanternas: uma na testa, e outra pendurada no teto.

Pável Volkov

Iúri vive com um coelho branco chamado Petrucha que responde ao ser chamado e segue seu dono em todos os lugares. O animal também ama bananas e mingau.

Pável Volkov

Já Iúri adora ervilhas, que geralmente prepara no forno, assim como os outros pratos.

Pável Volkov

Os livros que ele mantêm em sua cabana estão todos registrados na biblioteca global BookCrossing. “As pessoas vêm, levam livros e trazem os seus, de modo que, assim, continuamos com a troca global”, diz.

Pável Volkov

No inverno, acende a lareira todos os dias para manter sua cabana aquecida.

Pável Volkov

Iúri instalou painéis solares no telhado, e toda eletricidade gerada é armazenada em baterias. Graças a isso, ele pode ler, usar o computador e navegar na internet.

Pável Volkov

Para aquecimento, cozinha e banheiro, o eremita usa madeiras da floresta que ele mesmo extrai com a ajuda de uma motosserra.

Pável Volkov

Depois, Iúri costuma cortar lenha para vários dias.

Pável Volkov

Recentemente, construiu também uma bânia (sauna russa) em sua casa.

Pável Volkov

Durante o inverno, após a bânia, tem o hábito de se esfregar na neve ou mergulhar no gelo.

Pável Volkov

E nem mesmo nevascas são capazes de impedi-lo de seguir com o ritual.
6 de fevereiro de 2017
Tags: sociedade russa

leia mais

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook