Sharapova tem suspensão reduzida de 24 para 15 meses

5 de outubro de 2016 ITAR-TASS
Tenista, que ficou de fora da Rio-2016, voltará às quadras em abril de 2017.
Sharapova confessou, durante coletiva em Los Angeles, flagrante em antidoping Foto:AP

O Tribunal Arbitral do Esporte (CAS), em Lausanne, reduziu o prazo de suspensão da tenista russa Maria Sharapova, que ficou de fora da Olimpíada do Rio após ser banida por dois anos devido ao uso de uma substância proibida.

“O Painel do CAS encarregado da questão reduziu o período de suspensão em nove meses, de dois anos para 15 meses, com início em 26 de janeiro de 2016”, lê-se em um comunicado oficial do órgão.

Segundo Chamil Tarpischev, presidente da Federação Russa de Tênis, com a redução de 24 para 15 meses, Sharapova poderá retornar oficialmente de volta às quadras a partir de 26 de abril do próximo ano.

“Eu assumi a responsabilidade desde o início por não saber que o suplemento de venda livre que eu estava tomando nos últimos dez anos não era permitido”, publicou Sharapova em seu perfil no Facebook.

Em 9 de junho, Sharapova apresentou um recurso junto ao CAS contra a suspensão de dois anos, imposta um dia antes pela ITF (Federação Internacional de Tênis). A tenista fazia uso de meldonium, substˆancia proibida desde 1º de janeiro de 2016.

Com a agência de notícias TASS

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook