Exim Bank abre inscrições para 2º Prêmio de Pesquisa Econômica do Brics

29 de março de 2017 Aniket Chakraborty, Gazeta Russa
Acadêmicos dos cinco países do grupo poderão submeter teses até 10 de maio. No ano passado, prêmio foi concedido ao professor brasileiro João Prates Romero.
Objetivo de premiação é estimular pesquisas avançadas sobre assuntos econômicos de relevância para os Brics Foto:Zuma/Global Look Press

O Banco de Exportação-Importação da Índia (Exim Bank), instituição de desenvolvimento indiana nomeada para atuar sob o Mecanismo de Cooperação Interbancária do grupo, convida pesquisadores dos cinco países do Brics, incluindo o Brasil, a concorrer ao Prêmio de Pesquisa Econômica do Brics 2017.

“Teses de doutorado de cidadãos de qualquer um dos cinco países-membros do Brics, ou seja, Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que tenham sido reconhecidas por instituições acadêmicas entre  janeiro de 2012 a março de 2017, são elegíveis a participar e receber o prêmio”, informou o banco por meio de uma nota na imprensa.

As inscrições para o prêmio estão abertas até 10 de maio.

Para participar, os projetos devem estar relacionados a temas da esfera econômica, como comércio exterior, economia global e financiamento.

A ideia é premiar teses que discorram sobre “questões relevantes para os países do Brics e para o banco de desenvolvimento do grupo, tais como (mas não limitados a) economia internacional, comércio exterior, investimentos estrangeiros diretos, joint ventures, e políticas que afetem o comércio e os investimentos”, informou o banco.

O primeiro Prêmio de Pesquisa Econômica do Brics foi concedido ao professor brasileiro João Prates Romero em outubro de 2016, durante a Cúpula do Brics em Goa.

Romero, que leciona na Faculdade de Ciências Econômicas (Face) e do Cedeplar, recebeu o prêmio pela tese “Technical progress and structural change: the roles of demand and supply in economic growth”, defendida na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, em julho de 2015.

Seu trabalho ressaltou a importância da produção de média e alta tecnologia para o desenvolvimento.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook