Banco do Brics financiará até US$ 2,5 bi em projetos em 2017

24 de novembro de 2016 Vassíli Krilov, Gazeta Russa
Estradas na Índia e usina eólica na China já foram escolhidas para investimento.
Ilustração: Niyaz Karim
Em 2016, Novo Banco aprovou financiamento de US$ 1,5 bilhão. Ilustração: Niyaz Karim

O conselho de diretores do Novo Banco de Desenvolvimento criado pelos países do Brics pretende alocar US$ 2,5 bilhões em projetos em 2017.

“Estamos trabalhando para aumentar o financiamento de projetos nos países-membros do Novo Banco de Desenvolvimento”, declarou o presidente da isntituição, Kundapur Vaman Kamath.

Em 2016, o Novo Banco aprovou o financiamento de US$ 1,5 bilhão  em projetos de investimento nos países do Brics.

Já na última terça-feira (22), o banco aprovou uma injeção de US$ 350 milhões em um projeto para a construção de 1,5 mil quilômetros de estradas na Índia e de US$ 291 milhões para a construção de uma usina eólica na China.

Na Rússia, o Novo Banco está financiando a construção de duas miniusinas hidrelétricas que devem resolver o problema de fornecimento de energia a regiões remotas do país.

O Novo Banco de Desenvolvimento do Brics foi criado pelos países-membros do bloco em julho de 2014. Com sede em Xangai, a instituição pretende financiar projetos de infraestrutura nos próprios Brics e em outras economias emergentes.

O Brics é uma associação informal das cinco maiores economias emergentes do mundo: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O grupo foi fundado em junho de 2006 durante o Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo como BRIC, antes da inclusão da África do Sul em 2009.

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook