Cinema russo contemporâneo invade telonas de Curitiba

21 de novembro de 2016 Maria Azálina, Gazeta Russa
Mostra na Caixa Cultural da cidade começa nesta terça (22) e terá, além de filmes, mesas-redondas e palestras
"Rosa preta", de 1989, é um dos filmes em exibição na mostra.
Foto:Divulgação

A Caixa Cultural levará a Curitiba 12 filmes representativos do período da “Perestroika” e da produção dos últimos 20 anos da Rússia. A Mostra de Cinema Russo Contemporâneo ficará em cartaz de terça-feira (22) até domingo (27).

Além da programação de filmes, a mostra contará com a participação de curadores e críticos especialmente convidados para palestras e atividades durante o evento.                     

“O cinema russo sempre foi, com certeza, um dos mais expressivos do mundo e o país contribuiu de maneira singular para o desenvolvimento da sétima arte no século 20 por meio de filmes de realizadores como Serguêi Eisenstein, Andrêi Tarkóvski e Aleksandr Sokúrov, que são conhecidos internacionalmente", diz o curador da mostra, o pianista Luiz Gustavo Carvalho.        

"Querida Elena Sergueevna" (1988) / Divulgação"Querida Elena Sergueevna" (1988) / Divulgação

"O cinema russo atual e os realizadores responsáveis pela continuação dessa grande escola são, pelo contrário, desconhecidos de grande parte do público. A mostra de cinema russo contemporâneo tem o objetivo de proporcionar uma mudança nessa situação, apresentando ao público brasileiro alguns dos melhores exemplos do cinema russo após a queda da União Soviética”, completa.

Entre os títulos exibidos, estão clássicos do cinema contemporâneo, como "Penitência" (1984), de Tenguiz Abuladze, considerado marco da Perestroika nas artes visuais; "Garota Internacional" (1989), de Piotr Todorovski, um dos primeiros filmes a abordar o tema da prostituição na União Soviética; "O Assassino do Tsar" (1991), de Karen Shakhnazarov, que conta a verdadeira história do assassinato da família imperial russa e "O Sol Enganador" (1994), de Nikita Mikhalkov, vencedor da categoria de melhor filme estrangeiro no Oscar.

"Assa" (1987) / Divulgação"Assa" (1987) / Divulgação

Na terça-feira, dia de abertura, a mostra terá uma mesa-redonda com os curadores, Carvalho e Maria Vragova, e o crítico de cinema russo Maksim Pávlov. O último também fará duas palestras dedicadas ao cinema russo, na quinta (24) e na sexta-feira (25).

"Farol" (2006) / Divulgação"Farol" (2006) / Divulgação

A mesa e as palestras têm entrada franca.

Para mais detalhes sobre a programação, consulte nosso calendário cultural.

+
Curta a "Gazeta Russa" no Facebook